m/glpbb7a/odhnldmus/postagensrelacionadasparablog.js' type='text/javascript'/>

02 fevereiro 2017

Resenha: Dias Perfeitos ♥ Raphael Montes

| |

Foto: Divulgação/Dias Perfeitos

Título: Dias Perfeitos
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 280
Avaliação:★★ 

   [...] Quem nunca se apaixonou sem ser correspondido? Quem não gostaria de mostrar que poderia ser diferente, que a história de amor poderia dar certo? Ele apenas fazia o que todos já tinham desejado fazer. Havia criado para si a chance de estar próximo de Clarice, de deixar que ela o conhecesse melhor antes do “não” definitivo”. Era ousado e corajoso [...]


   Teodoro é um solitário estudante de medicina cuja maior amiga é Gertrudes, uma mulher mais velha com quem ele trava longos diálogos e que seria perfeita para ele, se não fosse um cadáver da aula de Anatomia. O jovem de 20 anos não possui afeto por mais ninguém além dessa "amiga", nem mesmo pela mãe, Patrícia, que ele considera um peso em sua vida devido ao fato de ser cadeirante e depender do filho. 

   Teo finge sentimentos e emoções que é incapaz de sentir, mas tudo muda quando é obrigado pela mãe a ir em um churrasco e conhece Clarice, uma jovem desinibida e rebelde por quem ele se sente encantado instantaneamente. Intrigado pelos sentimentos que nunca havia sentido antes, Teodoro sente que precisa vê-la novamente e para conhece-la melhor,passa a segui-la.

“Só queria que ela fosse dele, como um livro de fotografia na mesa de centro.”

   Ao receber uma negativa de Clarice, movido pela raiva da rejeição e pensando que a garota o está rejeitando por não conhece-lo, Teo comete um ato impensado: sequestra Clarice e a mantem refém. Em sua mente doentia tudo o que está fazendo é por amor, ele a mantem dopada, algemada, amordaçada e até mesmo chega a espancá-la.


   Teodoro é um psicopata que arquiteta um plano perfeito para que todos pensem que eles são apenas dois jovens apaixonados que resolveram se isolar em um hotel e passar um tempo juntos, chegando a ameaçar Clarice para que ela confirme pelo telefone todas as mentiras que ele inventa sobre eles.

  
   Narrado em terceira pessoa, pelo ponto de vista de Teo, o livro é muito bem escrito, o autor construiu muito bem a personalidade do personagem e apesar das loucuras que ele comete o livro não é surreal, cada ato é bem planejado e explicado de forma coerente. Além disso acompanhamos todas as mudanças no comportamento de Teodoro, sua perversidade aflora aos poucos, seus atos me deixaram incomoda e em muitos momentos revoltada, mesmo assim não conseguia parar de ler.

   O final é surpreendente, mas para mim, decepcionante, esperei um final diferente para o personagem. Não posso entrar em detalhes sem dar spoiler, por isso o leitor terá que ler o livro para descobrir o desfecho da história e o porque de ter me sentido incomodada com esse final.