m/glpbb7a/odhnldmus/postagensrelacionadasparablog.js' type='text/javascript'/>

10 junho 2017

Resenha: A Fúria e a Aurora ♥ Renée Ahdieh

| |

Foto: Google
   “Uma centena de vidas por aquela que você tirou. Uma vida a cada aurora. Se você falhar uma única vez, eu lhe arrancarei seus sonhos. Vou tirar sua cidade de você. E lhe subtrairei vidas, milhares de vezes.”
   Khorasan é governada pelo jovem Rei Khalid Ibn Al-Rashid, que se casa todos os dias com uma jovem diferente matando-as inexplicavelmente ao amanhecer. Muitas garotas foram assassinadas, uma delas foi Shiva, melhor amiga de Sherazade.

   Almejando vingança, Sherazade se candidata para ser a nova noiva do Califa decidida a encontrar seus pontos fracos e destruí-lo, para isso ela seduz o Rei lhe contando histórias encantadoras que garantem a sua sobrevivência no palácio.

   Aos poucos a jovem começa a desvendar os segredos do marido e a conhecê-lo melhor, percebendo o homem triste, transtornado e que tenta esconder uma grande dor. Ao mesmo tempo, apesar de saber que a esposa tem outras intenções, Khalid se encanta pela personalidade e beleza da esposa e percebemos pequenas mudanças em suas atitudes, mudanças que impressionam não só Sherazade e os súditos do palácio, mas o próprio rei.

   Ambos acabam se apaixonando um pelo outro e se deparam com sentimentos contraditórios, o Rei porque simplesmente precisa matá-la como todas as outras e Sherazade porque se apaixonar por ele seria trair todas as mulheres que vieram antes dela.

   Enquanto a relação dos dois se fortalece, Tariq, um amigo de infância de Sherazade que é completamente apaixonado por ela, quer libertá-la das mãos do Rei Monstro, buscando aliados no deserto para derrubar Khalid do trono.

   "[...] Quando Sherazade passou os dedos por seus cabelos para trazê-lo para mais perto do seu corpo, ele parou para respirar, e ela sabia, e ele também, que estavam perdidos. Perdidos para sempre. Nesse beijo. Esse beijo que iria mudar tudo."
   Primeiro livro de uma duologia, A Fúria e a Aurora é um livro surpreendente que mistura romance com elementos mágicos, uma maldição e intrigas. A narrativa é enriquecida por expressões árabes que no princípio podem ser difíceis, mas há um glossário que auxilia no momento da leitura e você acaba se acostumando com as palavras. Eu li o livro rapidamente e me apaixonei pelos personagens, além disso, o final nos deixa ansiosos pela continuação.

   "- Amor é uma força poderosa, sayyidi. Por amor, as pessoas pensam no inconcebível... e muitas vezes fazem o impossível. Eu não menosprezaria seu poder."