m/glpbb7a/odhnldmus/postagensrelacionadasparablog.js' type='text/javascript'/>

02 agosto 2017

Resenha: A Rosa e a Adaga ♥ Renée Ahdieh #BEDA 02

| |

Foto: Divulgação/A Rosa e a Adaga

tulo: 
A Rosa e a Adaga
Autor: Renée Ahdieh
Editora: Globo Alt
Páginas: 364
Avaliação:★★

   Quando terminei a leitura de A Fúria e a Aurora, fiquei maluca pela continuação, o final do livro anterior me deixou angustiada e peguei A Rosa e a Adaga cheia de expectativas, surpreendentemente foi melhor do que eu esperava e nessa resenha vou contar pra vocês o por que.

"Algumas vezes -ele engasgou- a família que se escolhe... é mais forte que a de sangue”.

   Após os acontecimentos do final de A Fúria e a Aurora nossos protagonistas estão separados. Sherazade está no deserto, cercada por pessoas que odeiam o califa, junto à irmã ela cuida do pai e tenta recuperar a amizade de Tariq, que agora lidera o exercito contra seu amado. 

   Ela sabe que não pode perder tempo, a guerra está a caminho e ela precisa controlar seu dom e encontrar uma forma de quebrar a maldição de Khalid, sendo que para conseguir o que almeja ela terá ajuda de um tapete velho, um velho sábio e um garoto incomum e irritante. 

   Em seu reino, Khalid precisa se reerguer e reconstruir sua cidade. Consumido pela culpa do que aconteceu e pela dor de perder a amada, o califa sai do castelo disfarçado e ajuda aos que mais precisam, tendo que lidar também com a maldição que o destrói a cada dia e com a perda de pessoas em quem ele realmente confiava.

   No primeiro livro da duologia, a história gira em torno dos protagonistas, os personagens e o romance são o foco da narrativa da autora, mas nesse livro encontramos mais aventura e superação. Relações familiares e de amizade são bem trabalhadas e os personagens secundários ganham destaque e contribuem para um livro ainda mais cativante do que o primeiro. Cada personagem está na história por um motivo e encontramos um personagem mais apaixonante que o outro, sendo que os próprios protagonistas estão ainda mais envolventes, Sherazade está mais forte e determinada e Khalid mostra o grande coração que possui. 

   A leitura foi muito agradável, a autora me prendeu em cada página e o final do livro é cheio de reviravoltas, além de ter uma conclusão emocionante e que a meu ver não deixou a desejar.

   A Rosa e a Adaga foi uma surpresa maravilhosa para mim e conquistou o meu coração.

" Um minuto paralisado no tempo. Um par de olhos cor de âmbar através do balcão. E não havia mais medo. Nem preocupação. Nem recriminação. Seus joelhos pararam de tremer. O coração dela firme no peito. Naquele instante de perfeito equilíbrio, ela compreendeu. Esta paz? Estas preocupações silenciadas sem esforço? Era porque ambos eram duas metades de uma só coisa. Ele não pertencia a ela. Eela não pertencia a ele. Ninguém pertencia a ninguém. Ambos eram um só."

   Leia também a resenha de A Fúria e a Aurora, primeiro livro da duologia e se já leu um desses livros deixe sua opinião nos comentários.

   Beijos